5 Livros Infantis para Driblar o Preconceito

AZZI_CAPA

Dias malucos. Nós, pais ou educadores, de cabelo em pé…

 

Com a informação a todo vapor, confesso que fui enganado pelo otimismo do começo do século XXI, e agora olho o futuro com uma pulga, ou melhor, um jacaré atrás da orelha. A internet trouxe um grande poder e liberdade de opinar, mas, por outro lado, a equivocada sensação libertina de impunidade para desrespeitar, julgar, jogar pedras. E, é aí, que o preconceito mostra os dentes.

Diante dessa exposição, a gente enxerga que há muito a ser feito para desconstruir o preconceito e, como sempre costumo frisar por aqui, o melhor caminho da transformação está nas crianças.

Por isso mesmo, resolvi elencar no nosso Blog, 5 livros que considero grandes aliados para combatermos as barreiras entre ideais, cores de pele, origens étnicas ou culturas diferentes.

1- Crianças como Você

CRIANCAS_COMO_VC

De Barnabas e Anabel Kindersley em associação com a UNICEF.

Um livro lindo, simples e muito eficiente ao que se propõe: estimular diversidade étnica e cultural. Traz depoimentos de crianças de diferentes partes do mundo e diversas culturas. Elas contam o que gostam de fazer, como é a escola, como se divertem, como é a sua família, entre outras coisas. As fotos ajudam a projetarmos as vidas e lugares tão diferentes mas, no fundo, muito iguais.

2-  As Tranças de Bintou
TRANCAS_BINTOU

De Sylviane A. Diouf.

Bintou é uma menina sonhadora que quer ter tranças enfeitadas com pedras coloridas e conchinhas no cabelo como sua irmã mais velha, mas não pode por ainda ser criança. Ao tempo em que constrói a afirmação de identidade, a autora mostra as belezas da cultura negra. A história se vai, de forma poética e natural, levando a criança ao contato com valores estéticos e culturais da África negra que estão espelhados na cultura brasileira. Alusão, inclusive, relacionada em uma passagem do texto.

 

3 – Um Outro País para Azzi

AZZI

De Sarah Garland.

Com uma linguagem mais próxima ao quadrinho, a história de Azzi é um pouco mais densa, mas também muito delicada e bonita (indico para crianças acima de 7 anos). A garota foge com seus pais da guerra e migra para um país desconhecido, deixando a sua avó para trás. Além da saudade, Azzi enfrenta uma cultura e uma língua adversas e aos poucos vai reaprendendo a viver, carregando a esperança de uma vida mais tranquila, muito diferente daquela que precisou abandonar em seu país.

 

4 – Menina Bonita do Laço de Fita

MENINA_BONITA

De Ana Maria Machado e Ilustrações de Claudius.

A história bem humorada de um coelhinho que quer ser preto e ter uma filha bem pretinha, que nem a Menina Bonita do Laço de Fita, por quem se apaixona.

Ana Maria Machado faz uma alusão à beleza da cor de forma leve e natural. Assim como na história de Bintou, escolhe o caminho mais puro da valorização sem abordar questões de preconceito, o que, para o processo de construção inicial da identidade e de valores é, sem dúvidas, um tijolo mais sólido.

 

5 – Pato! Coelho!

PATO_COELHO

De Amy Krouse e Tom Lichtenheld

Mesmo com muitos argumentos de um lado e do outro, numa divertida discussão travada entre dois personagens ocultos, não se chega a um consenso se a figura é de um pato ou de um coelho. Um livro minimalista e bem bacana para os pequenos começarem a entender que podem existir pontos de vistas diferentes sobre uma mesma coisa, e que debater, respeitando a opinião do outro, pode ajudar a melhor enxergá-la.

 

Pronto, eis os 5 títulos que acredito que podem ajudar um bocado! E, queria aproveitar para deixar aqui mais uma dica: é muito importante que lembremos que as crianças, às vezes, repetem o que ouvem ou veem em casa, mesmo sem entender o significado. Envolvê-las muito cedo em discussões ideológicas, colocá-las no meio de disputas que só entrarão por estarem do mesmo lado dos pais é ensiná-las a julgar sem conhecer ou entender, portanto é uma forma de plantar nelas o preconceito.

Um abraço e boa leitura!

 

 

 

 

Pablo Maurutto é autor do Lá Dentro da Mata, pai de Pedrinho, cantador e contador de histórias

Compartilhe essa página com seus amigos!

2 Comentários

Postar um Comentário

Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*